fbpx

Ciúmes entre irmãos: Como preparar a chegada de mais um filho? 

ciúmes entre irmãos

Os ciúmes entre irmãos são um problema algo comum nas famílias mais alargadas. Há vários motivos que espoletam este tipo de comportamentos nos miúdos.  

Podem surgir, por exemplo, quando deixa de existir a figura do filho único e nem sempre parte do filho mais velho para o mais novo. O inverso também pode acontecer. Há episódios específicos da vida familiar que podem desencadear esses sentimentos. 

Muitos pais desejam ter uma família mais alargada, porém devem preocupar-se com a preservação da harmonia familiar. É necessário preparar a chegada de outro filho, criando condições que não espoletem ciúmes entre irmãos.  

 

5 Fatores que estão na origem dos ciúmes entre irmãos 

 

1. Idade

A idade é um dos fatores que tem um papel preponderante no ciúme entre irmãos. A maturidade cognitiva e social da criança depende deste aspeto, que por sua vez influencia o modo como os mais pequenos interpretam aquilo que os rodeia. 

Normalmente, é o irmão mais velho que revela comportamentos de inveja quando um mano nasce. No entanto, nem sempre é assim, havendo outros episódios que poderão originar estes sentimentos. 

 

2. Temperamento das crianças

Cada criança tem uma personalidade própria. Numa família é muito natural que os feitios se diferenciem. Em alguns casos, os ciúmes entre irmãos podem ter origem no temperamento divergente dos manos. As representações que têm sobre o que os rodeia originam comportamentos diferenciados. 

 

3. Falta de atenção 

Os ciúmes entre irmãos podem surgir por negligência dos pais. Quando uma criança nasce, é natural haver a tendência de dar-lhe mais atenção. Para o outro filho, pode ser difícil entender esta questão e, assim, ver o mano mais novo como um rival.  

 

4. Estilo parental

Outra das situações que pode gerar ciúmes entre irmãos, e que tem origem nos pais, é o estilo parental adotado. Há estudos que indicam que pais excessivamente permissivos ou controladores tendem a estimular nos filhos o sentimento de rivalidade. Pelo contrário, progenitores com uma postura comunicativa estimulam relações familiares mais cordiais. 

 

5. Mudanças na rotina familiar 

A chegada de um segundo filho traz mudanças nas rotinas familiares. Há hábitos importantes na vida da criança mais velha que, com a chegada de um mano, podem ser interrompidos. Isto faz a criança sentir-se prejudicada. 

 

5 Dicas para não fomentar ciúmes entre irmãos

 

Se está a ponderar ou prestes a ter mais um filho, é importante saber como evitar o aparecimento de ciúmes entre irmãos. Por conseguinte, indicamos 5 dicas para não se confrontar com estes problemas. 

 

1. Prepare a criança para a chegada de um irmão 

Se está a ponderar ter outro filho, é importante que a criança mais velha tenha conhecimento dessa vontade. Vá conversando com ela sobre a eventualidade de ter um irmão e tente perceber o seu ponto de vista. Diga-lhe as mudanças que, eventualmente, poderão acontecer e as implicações que isso terá na vida familiar. Este processo é determinante para começar desde logo a construir uma boa relação e, assim, evitar os ciúmes entre irmãos. 

 

2. Mantenha o mesmo nível de afeto com as crianças

Com a chegada de um bebé, é natural que a atenção recaia mais no recém-nascido. No entanto, a afetuosidade para com o filho mais velho deve manter-se. Ambos os pais devem fazer uma boa gestão destes momentos para que a criança mais velha não se sinta só ou desenvolva um sentimento de abandono. 

 

3. Evite uma mudança drástica nas rotinas

Há hábitos familiares muito importantes para uma criança. O quotidiano dos mais pequenos está muito dependente da disponibilidade dos pais, sobretudo em relação às brincadeiras e aos passeios. 

Nesse sentido, tente manter tanto quanto possível essas rotinas. É a forma de a criança não se sentir prejudicada, manifestando-se os ciúmes entre irmãos. 

 

4. Envolva o filho mais velho nos cuidados ao recém-nascido

Para que o processo de adaptação e de afeto cresça entre os irmãos, é importante que, quando surge um bebé na família, envolva o filho mais velho nos cuidados. É uma ótima estratégia para integrá-lo neste processo tão marcante para todos. 

 

5. Tenha atenção às justificações

Quando algum plano ou situação com a criança mais velha é alterada, evite justificar o facto com o irmão mais novo. Estar constantemente a culpar o bebé pela alteração das rotinas pode ter um efeito negativo e provocar ciúmes entre irmãos. Procure sempre alternativas para os seus planos. 

 

As relações entre irmãos, além de especiais, têm as suas suscetibilidades. Para promover um clima familiar agradável, subscreva o blog do Externato Champagnat e descubra vários conselhos úteis. 

 


 

Deixe uma resposta