fbpx

Discutir em frente aos filhos: 5 Situações a evitar 

Discutir em frente aos filhos

A vida em casal não é perfeita, podendo haver momentos altos e baixos. As discussões são situações naturais numa vida a dois, mesmo numa relação saudávelQuando há crianças, discutir em frente aos filhos é, muitas vezes, uma inevitabilidade. 

Nenhuma criança gosta de ver os pais a discutir. Dependendo do tom da discussão, a mesma pode ter impactos nos mais pequenos ao nível da sua personalidade e do seu bem-estar. 

Há casais que tentam a todo o custo não discutir em frente aos filhos. Contudo, isto pode não ser suficiente para proteger as criançasQuando existe algum mal-estar entre os pais, os mais pequenos conseguem perceber, mesmo que não os vejam a discutir. Os efeitos negativos de um mau ambiente familiar têm maior impacto quando a situação se prolonga no tempo. 

Ainda que as discussões façam parte da vida de qualquer famíliasempre que possível, devem ser evitadas perante os mais pequenos. Caso aconteçam, há situações que devem ser acauteladas: 

 

1. Evite as discussões permanentes

Se as discussões entre o casal são constantes, é altura de refletir sobre o que está a provocar esses problemas. Discutir em frente aos filhos com muita frequência não é nada positivo para as crianças 

As querelas constantes entre os pais podem gerar nos mais pequenos ansiedade e tristeza, tendo impactos, por exemplo, nas relações sociais ou até no seu rendimento escolar. 

 

2. Tenha atenção às palavras

Em situações de stress dizem-se coisas que, muitas vezes, não se sentem. É fundamental evitar o uso de palavrões ou linguagem agressiva, especialmente quando está a discutir em frente aos filhos.  

Não se esqueça que são os pais o principal modelo da criança, havendo a tendência para esta adotar um vocabulário mais negativo. 

 

3. Afaste os comportamentos agressivos e violentos

As adoção de atitudes agressivas, ou até mesmo violentas, nas discussões entre o casal devem ser totalmente evitadas. Mesmo em atos irrefletidos, estes são comportamentos que não podem acontecer, especialmente, se estiver a discutir em frente aos filhos.  

Assistir a episódios de violência conjugal tem consequências muito negativas no normal desenvolvimento infantil. 

 

4. Não envolva a criança na discussão

Discutir em frente dos filhos já é desaconselhável, mas levá-los a tomar partido na discussão entre os progenitores é ainda mais grave. É muito constrangedor para uma criança ter de escolher entre ambos os pais, pelo que este é, sem dúvida, um comportamento a evitar 

 

5. Evite as discussões relacionadas com a criança 

Deve evitar discutir em frente aos seus filhos por razões relacionadas com eles. Para os mais pequenos, saber que os pais se desentendem por sua causa produz neles um sentimento de culpa.  

Nestas situações, quando há algo relativamente à criança que está a causar discórdia entre o casal, tente chegar a um consenso de forma cordial. 

 

O que fazer após discutir em frente aos filhos?

 

Quando as discussões entre o casal acontecem em frente à criança, é importante adotar algumas atitudes. É fundamental para os mais pequenos verem bons exemplos por parte dos pais, de modo a dar menos relevância às brigas.  

Assim, damos 3 conselhos para adotar se estas situações ocorrerem. 

 

1. É importante fazer as pazes 

Após discutir em frente aos filhos, nada melhor do que os pais fazerem as pazes em frente a eles. Além disso, devem também pedir desculpa à criança, explicando-lhe a razão que levou a essa discussão. 

 

2. Assuma a causa da discussão

É importante assumir, em frente à criança, o que motivou a discussão. Caso alguém se tenha excedido ou tenha tido uma atitude desajustada à situação, deve assumir esse comportamento errado e desculpar-se ao outro progenitor.  

 

3. Converse com a criança sobre as discórdias

Falar com a criança sobre as discórdias que levam, por vezes, às discussões é muito importante para o seu desenvolvimento psicossocial. É uma oportunidade para os mais pequenos compreenderem que uma determinada situação pode ter diferentes pontos de vista.  

Mais relevante ainda, é dar-lhe boas referências de como reagir perante estas situações. Saber escutar, ceder e respeitar o outro, são princípios basilares numa educação positiva. 

 

Discutir em frente aos filhos não é o ideal para as crianças e deve ser evitadoNo entanto, caso as discussões aconteçamlembre-se das nossas recomendações 

Para outros conselhos e dicas sobre educação infantil, subscreva o nosso blog.  

 

 

Deixe uma resposta