fbpx

5 Cuidados que deve ter com a visão das crianças 

cuidados com a visão + crianças

A importância do sentido da visão é inegávelpara além de nos permitir explorar e conhecer o mundotem um importante papel social e interfere diretamente com o desenvolvimento infantilSaber quais os cuidados a ter com a visão das crianças é o primeiro passo para prevenir distúrbios a este nível. 

Pais, educadores e médicos devem estar atentos ao comportamento dos mais pequenos. Alguns cuidados simples com a visão das crianças podem ser decisivos para evitar problemas oculares e promover um desenvolvimento saudável.   

 

5 Cuidados a ter com a visão das crianças

 

1. Estar atento a sinais de eventuais problemas de visão

Quanto mais nova é a criança, mais difícil será a deteção de um problema de visão. O mais comum é o diagnóstico só ser feito no início do percurso escolar, já que é nesse momento que a criança costuma apresentar queixas. 

Uma boa vigilância da saúde ocular dos mais pequenos começa em casa e na escola. Assim sendo, a observação por parte de pais, educadores e professores pode ser a chave para um diagnóstico precoce. Existem diversos sinais que podem indicar possíveis problemas e exigir alguns cuidados com a visão das crianças: 

  • Queixar-se frequentemente de dores de cabeça; 
  • Coçar muitas vezes os olhos; 
  • Ter elevada sensibilidade ocular à luz; 
  • Apresentar olhos vermelhos, lacrimejantes ou inchados com frequência; 
  • Ter a pupila do olho branca; 
  • Semicerrar os olhos para ver; 
  • Ter dificuldade em seguir um objeto com os olhos; 
  • Não ser capaz de verou de ler, à distância; 
  • Aproximar-se gradualmente dos ecrãs (da televisão ou do tablet, por exemplo), do quadro da escola ou de livros, para ver melhor. 

 

2. Avaliar regularmente a saúde ocular dos mais pequenos

Um bom acompanhamento médico é outro dos cuidados essenciais a ter com a visão das crianças. Consultas e rastreios de oftalmologia são fundamentais e devem ser feitos com regularidade. Recomenda-se que a criança seja analisada por um especialista e proceda a exames oftalmológicos nos seguintes momentos: 

  • Após o nascimento e aos 6 meses (nas consultas de Pediatria a visão costuma ser avaliada). Em casos de alto risco, a visão deve ser avaliada nos 2 primeiros meses de vida; 
  • A partir do 1º ano, pelo menos de 2 em 2 anos, caso a criança não aparente ter problemas de visão. Já crianças com miopia devem ser examinadas anualmente. 

 

3. Limitar o tempo que os miúdos passam em frente a ecrãs

Os ecrãs dos dispositivos tecnológicos podem ser um verdadeiro perigo para o desenvolvimento infantil. Passar demasiado tempo em frente à televisão, computador ou tablet pode ser nocivo a vários níveis, principalmente para a visão dos mais novos 

dependência tecnológica, tão comum em crianças e adolescentes, deve ser vigiada e evitada. Para além de promover o sedentarismo, atrasa o desenvolvimento psicossocial e físico.  

Criar regras  e ter alguns cuidados pode ajudar a evitar excessos e agressões à visão: 

  • Controle o número de horas que a criança passa em frente aos ecrãs; 
  • Institua pausas mínimas de 5 minutos por hora, fazendo com que a criança se afaste dos dispositivos tecnológicos e caminhe um pouco, por exemplo 
  • Regule o brilho dos ecrãs para um nível baixo; 
  • Afaste os focos de luz dos olhos da criança; 
  • Mantenha uma distância segura entre o seu filho e o ecrã. 

 

4. Promover atividades ao ar livre

Encontrar alternativas à tecnologia é também uma forma de cuidar da visão das crianças. As brincadeiras no exterior são benéficas para prevenir problemas oculares. Usar a visão ao longe ajuda a trabalhar a musculatura dos olhos das crianças 

Existe uma variedade de atividades para fazer ao ar livre, de acordo com as diferentes fases do crescimento das crianças. Dê liberdade ao seu filho para escolher a que prefere dentro das mais apropriadas para a sua idade. 

 

5. Prevenir acidentes em casa

Os cuidados com a visão das crianças passam também por evitar lesões decorrentes de acidentes em casa. Esta prevenção visa reduzir potenciais perigos, retirando do alcance dos mais pequenos objetos ou produtos que possam estar na origem de acidentes.  

Assim, devem ser tomadas precauções nos ambientes frequentados por crianças: 

  • Guardar produtos de limpeza e medicamentos num local seguro e fora do alcance dos mais pequenos; 
  • Supervisionar ou evitar a utilização de objetos pontiagudos. Muitas vezes o perigo não reside apenas nas facas e tesouras, também canetas ou lápis podem originar lesões; 
  • Aquando da exposição ao sol, proteger os olhos das crianças com óculos escuros com proteção UV. 

Em caso de acidente, leve o seu filho ao médico para confirmar que está tudo bem e que não  sequelas.  

 

Manter uma atenção redobrada na fase de desenvolvimento da visão pode ser crucial para promover um bom desenvolvimento infantilSabemos que esta não é uma tarefa fácil para os pais e estamos aqui para ajudar. Subscreva o nosso blog e receba artigos dedicados ao bem-estar de crianças e jovens 

 

Deixe uma resposta