fbpx

Teimosia infantil: Saiba como educar filhos teimosos

teimosia infantil

Lidar com a teimosia infantil é uma dificuldade que os pais enfrentam, especialmente em filhos pequenos. Esta característica da personalidade de algumas crianças origina comportamentos difíceis de gerir pelos adultos.

As birras, chantagens e o choro associado, levam, muitas vezes, ao desgaste dos progenitores e dos agentes educativos. As razões para estes comportamentos variam de caso para caso, bem como os contextos em que a teimosia infantil surge.

No entanto, a teimosia não deve ser vista apenas como um aspeto negativo da personalidade infantil. Cabe aos pais e educadores trabalharem essa característica, centrando-se mais na forma como a criança a controla e expressa.

 

6 Aspetos positivos da teimosia infantil

Quando a teimosia não excede certos limites, pode ser um fator favorável no desenvolvimento da criança. Como fronteira, deve procurar garantir que a teimosia da criança não a prejudica, nem a ela, nem quem a rodeia.

Nesse sentido, enumeramos alguns aspetos positivos das crianças teimosas:

 

1. Tendem a ser mais bem-sucedidas

Alguns estudos revelam que as crianças com uma personalidade mais vincada tendem a ser bem-sucedidas na escola e, posteriormente, no emprego. Sendo mais focadas, assertivas e convictas conseguem atingir os seus objetivos com maior facilidade.

 

2. São mais inquisitivas

Fruto da teimosia infantil, as crianças tendem a questionar mais aquilo que as rodeia. Estimuladas pela curiosidade, constroem mais aprendizagens significativas. Por outro lado, este aspeto da sua personalidade leva-as a desenvolver o espírito crítico, pois tendem a fundamentar mais as suas opiniões.

 

3. Desenvolvem melhor a criatividade e inteligência

Crianças mais teimosas não se inibem de questionar e não desistem facilmente de obter respostas. A curiosidade aliada à teimosia facilita o desenvolvimento da aprendizagem e, desse modo, torna as crianças mais inteligentes e criativas.

 

4. São mais comprometidas

O facto de serem teimosas leva as crianças a comprometerem-se mais com os seus ideais. São mais focadas e determinadas em alcançar aquilo que pretendem. Esta característica, quando bem usada, pode ser uma excelente base para construir um percurso de vida bem-sucedido.

 

5. Revelam maior independência

A determinação e a perseverança na luta pelos seus objetivos levam, por vezes, as crianças a tornarem-se mais independentes. Estes comportamentos acabam por contribuir também para o desenvolvimento da sua autonomia.

 

6. Demonstram traços de líder

A teimosia infantil, em certos casos, ajuda a desenvolver nas crianças uma personalidade com traços de liderança. Em grupo, tentam impor a sua perspetiva e isso tende a perdurar ao longo da vida.

 

6 Dicas para educar crianças teimosas

Gerir a teimosia infantil, nos casos mais extremos, é uma tarefa difícil que exige a perseverança dos pais. A teimosia que se traduz em contrariar só porque sim e que depois resulta em birras deve ser reprimida e trabalhada.

Desse modo, vamos dar-lhe algumas estratégias para mudar estes comportamentos, potenciando as vantagens de uma criança mais determinada.

 

1. Aceite a criança como ela é

O primeiro passo para lidar com a teimosia infantil é aceitar que faz parte da personalidade da criança. Só a partir daí é que poderá trabalhá-la de modo a aproveitar as vantagens da sua determinação. Isso permite que o seu filho aprenda a lidar com a sua personalidade e a promover a sua autoestima.

 

2. Acompanhe a criança nas suas tarefas

Por vezes, a teimosia infantil pode ser um alerta para os pais, uma tentativa de chamar a atenção. Não acompanhar os filhos nas tarefas diárias pode levá-los a revoltarem-se e, como consequência, a recusarem fazê-las. Não exija apenas, participe. Impor pode ter um efeito contrário ao pretendido.

 

3. Estimule um ambiente positivo em casa

A família deve representar um ambiente no qual a criança se sinta feliz e segura. Constantes discussões e problemas podem gerar revolta e insegurança nos mais pequenos. As discussões entre casais são um desses exemplos. Esse tipo de comportamentos pode estar na origem de traços negativos da personalidade da criança, como a teimosia e a intolerância.

Nesse sentido, e sabendo que todas as famílias têm problemas, desenvolva estratégias de negociação e melhore a comunicação para criar um ambiente saudável. Saber ouvir e dar oportunidade para que todos exponham o seu ponto de vista é fundamental.

 

4. Ensine o seu filho a não pensar apenas em si próprio

Muitas vezes, a teimosia infantil exprime-se em atos de egoísmo. Estes comportamentos tendem a prejudicar os outros e devem ser contrariados. Desse modo, ensine o seu filho a refletir sobre as suas atitudes e o modo como podem prejudicar os outros. Ao mesmo tempo, dê valor e elogie, sempre que a criança revelar atitudes mais positivas com quem a rodeia.

 

5. Demonstre autoridade com suavidade

O autoritarismo não resolve o problema da teimosia infantil que vai além dos limites. Pelo contrário, vai deixar a criança mais revoltada. Há formas equilibradas e mais eficazes de demonstrar autoridade enquanto adulto.

Numa situação extrema, sem ser violento nem agressivo, questione a criança sobre o que está a provocar aquela reação e o que pode ser feito para lidar com isso. Converse com ela para minimizar esse sentimento negativo a faça-a ver o que está errado.

 

6. Procure apoio profissional

Se, como pai ou mãe, sente que não consegue resolver o problema da teimosia infantil, procure a ajuda de um profissional. Em conjunto, serão estudadas as melhores estratégias para mitigar os aspetos negativos no seu caso concreto.

 

Para se informar sobre outros temas relacionados com o comportamento das crianças, subscreva o nosso blog! Encontrará várias temáticas sobre educação e desenvolvimento infantil.

 

Deixe uma resposta