fbpx

Os TPC são ou não benéficos para os alunos?

TPC

Os TPC são uma ferramenta de estudo comum na generalidade das escolas portuguesas, mas constituem uma dura realidade para muitas crianças. Nem sempre os alunos convivem bem com esta tarefa extra. Na verdade, os trabalhos para casa representam um prolongamento da escola para os mais novos.

Além das aulas, as crianças e adolescentes têm uma grande parte do seu tempo ocupada por tarefas escolares. A isso somam-se as atividades extracurriculares. No total, a carga horária semanal pode, em alguns casos, ultrapassar as 40 horas de trabalho.

A má relação dos alunos com os TPC advém, na maioria dos casos, deste fator. Reduz-lhes os momentos para fazerem aquilo que mais lhes dá prazer, que é brincar. O tempo livre é essencial no desenvolvimento dos mais pequenos e os trabalhos de casa acabam por ser um fator impeditivo.

Alguns países, como Espanha, França e Finlândia, por exemplo, aboliram ou recomendaram a redução dos TPC aos seus alunos. Note-se que o sistema educativo finlandês é tido como um modelo de excelência na educação.

 

Para que servem os TPC?

 

Os TPC são um método útil para os professores conseguirem cumprir as metas curriculares definidas. Através destes trabalhos, impõem aos alunos a prática e a assimilação das aprendizagens realizadas. Pretendem que sejam melhor apreendidas para avançarem mais rapidamente no programa curricular.

Os docentes utilizam os TPC para manter os conteúdos presentes nos alunos. As férias intercalares (de Natal e Páscoa) são períodos em que os estudantes levam trabalhos para casa. Por vezes, a carga é considerável, acabando por representar um problema para os pais e para as crianças.

Desse modo, os TPC têm gerado alguma discussão na comunidade educativa. Há que defenda o fim destas tarefas escolares e quem considere que são fundamentais para o sucesso escolar. Ambas as partes têm argumentos válidos para sustentar as suas posições.

 

Trabalhos para casa: Sim ou não?

 

De um modo geral, em Portugal, começa a existir uma sensibilidade maior para o tema. Escolas, professores e famílias começam a compreender que a sobrecarga de trabalho não é, por si só, um fator promotor de sucesso escolar.

Além disso, outros fatores devem ser considerados relativamente aos TPC. O ciclo de estudo em que o aluno está é um aspeto determinante. O nível de desenvolvimento, bem como o número de horas que a criança passa na escola, deve também pesar neste assunto.

Os TPC podem ser um bom método de aprendizagem para os alunos. Desde que pontuais e ponderados, podem ser uma boa estratégia para a promoção da autonomia do estudante. Porém, considerar os fatores anteriores é também importante.

A carga de trabalho escolar em casa deve ser a menor possível, sendo preferível este ser realizado em sala de aula. Além disso, às instituições de ensino cabe promover a equidade entre todos. Uma educação assente em demasiados TPC pode, como dizem alguns estudos, provocar desigualdades entre quem tem maior ou menor possibilidade de acesso a serviços de apoio ao estudo.

 

4 Conselhos para gerir os TPC do seu filho

 

O volume de trabalhos para casa não é algo que esteja totalmente ao controlo dos pais. Os professores têm uma certa autonomia para organizar os seus métodos de ensino. Porém, neste domínio, os encarregados de educação devem estar atentos e agir em caso de necessidade.

Nesse sentido, vamos dar-lhe 4 dicas para gerir os TPC do seu filho.

 

1. Acompanhe o percurso escolar da criança

Acompanhar o desenvolvimento do seu filho implica, entre outras coisas, perceber como gere o trabalho da escola em casa. Verificar os TPC é uma obrigação. Através disso, poderá perceber o volume e o grau de autonomia do aluno a gerir o seu estudo.

 

2. Não faça os trabalhos de casa pelo seu filho

Um dos erros comuns entre pais é fazerem os trabalhos de casa pelos filhos. Pese embora a dificuldade ou a carga dos mesmos, é muito importante que não se substitua à criança. Ajude-a, simplesmente, pois para o professor é essencial perceber quais as dificuldades do aluno.

 

3. Fale com os professores

Manter o contacto com os docentes é essencial para o sucesso escolar do seu filho. Se nota que o volume de TPC é elevado e está a prejudicar o bem-estar da criança, procure perceber o motivo dessa sobrecarga. A partir daí, explore em conjunto com a escola possíveis alternativas.

 

4. Garanta boas condições para o estudo

É importante para a criança ter boas condições para realizar os TPC. O tempo, o espaço e o apoio dos pais é fundamental para o aluno organizar o seu trabalho.

 

Este artigo foi útil para saber como gerir os trabalhos de casa do seu filho? Quer saber mais sobre como acompanhar o percurso escolar da criança? Subscreva agora o nosso blog e tenha acesso a dicas úteis sobre desenvolvimento infantil e educação.

 


 

Deixe uma resposta