Carnaval: Como escolher o melhor disfarce para o seu filho?

carnaval

O carnaval é uma época que a maioria das crianças adora. Os mais novos realizam as suas fantasias e colocam em prática todo o seu imaginário. A brincadeira é o aspeto central e contribui para o desenvolvimento psicossocial dos pequenos.

No entanto, encontrar o melhor disfarce para os filhos nem sempre é uma tarefa fácil para os pais. A oferta no mercado é vasta e as preferências dos pequenos são muito diversificadas. Os super-heróis estão cada vez em maior número. Ademais, imitar os personagens do imaginário infantil é algo complexo.

Nesse sentido, o carnaval implica custos consideráveis para as famílias. As despesas aumentam quando os pais têm mais do que um filho. Além disso, muitas crianças têm a ambição de usar disfarces que os pais não estão dispostos a comprar.

Esta pretensão deriva, às vezes, da pressão social exercida entre colegas. As crianças, inocentemente, podem ser cruéis umas com as outras. A comparação entre os disfarces que cada uma usa pode levar alguns miúdos a sentir-se inferiorizados.

 

4 Conselhos para tornar o carnaval do seu filho divertido

No carnaval, é importante que os pais saibam gerir as emoções dos filhos. O processo passa por dialogar com a criança e chegar a um consenso em relação à escolha do disfarce. Com efeito, damos-lhe algumas dicas para tornar este momento enriquecedor e, ao mesmo tempo, inesquecível.

 

1. Converse com a criança

Antes de tomar qualquer decisão relativamente ao disfarce de carnaval, converse com o seu filho. É importante, no sentido de perceber quais as suas preferências. Para o ajudar na escolha, dê-lhe a conhecer as possibilidades existentes, bem como as limitações que deve ter em conta.

 

2. Não o obrigue a disfarçar-se

Impor à criança as suas preferências por um determinado disfarce ou máscara de carnaval pode ser bastante negativo. Nesse sentido, se o seu filho não quiser disfarçar-se, não deve obrigá-lo. Contudo, deve tentar perceber as razões dessa decisão.

 

3. Não entre em competição com outros pais

Muitos pais têm atitudes competitivas e manifestam a sua ambição nas mais diversas ocasiões: querem que os seus filhos tenham os melhores brinquedos, gadgets, roupas ou até disfarces de carnaval. Por vezes, este princípio chega mesmo a ser transmitido aos miúdos, o que se revela negativo para o seu crescimento e desenvolvimento social.

 

4. Encare o carnaval como um momento de descontração

O carnaval é, sobretudo, uma época para brincar e dar asas à imaginação. O essencial é que a criança se divirta. Não coloque pressão, por exemplo, se existir algum concurso de fantasias na escola.

 

5 Dicas para escolher o melhor disfarce

 

1. Opte por disfarces originais

Escolher uma fantasia original possibilita à criança divertir-se mais no carnaval. Às vezes, os adereços ou máscaras mais simples são os que têm maior valor para os pequenos.

 

2. Ajude a criança a construir a sua própria máscara

Uma das experiências mais gratificantes no carnaval é construir o próprio disfarce. Esta atividade tem múltiplas vantagens. Promove, desde logo, a interação entre a criança e os pais, além de estimular a criatividade. Por outro lado, pode aproveitar para despertar a consciência ecológica, construindo máscaras ou disfarces com material reciclado.

 

3. Adeque o disfarce à idade do seu filho

As preferências dos pequenos variam de acordo com as idades. Por isso, é importante que os disfarces se adequem ao nível etário. Os pais devem ter consciência de que a forma como um adolescente vê o carnaval é diferente da maneira como uma criança do pré-escolar ou do 1º ciclo o vive.

 

4. Pondere o aluguer de disfarces

Por vezes, o tempo é curto para criar a própria fantasia. Ademais, o orçamento familiar nem sempre permite comprar o disfarce pretendido. Saiba que existem empresas que alugam disfarces de carnaval. É uma boa maneira de o seu filho ter uma máscara atual sem gastar tanto tempo ou dinheiro.

 

5. Participe na brincadeira

Disfarçar-se é uma boa estratégia para tornar o carnaval um momento inesquecível para o seu filho. Brincar com a criança beneficia não só o seu crescimento, mas também a relação com os pais. Por isso, não se intimide! Aproveite esta ocasião para criar boas memórias.

 


 

Deixe uma resposta