Hábitos de leitura: 7 Dicas para incuti-los nas crianças!

Hábitos de leitura

Os hábitos de leitura das crianças representam, talvez, um dos maiores desafios para os pais. O que fazer para que os filhos tenham gosto pela leitura? Fomentar a curiosidade e prazer pelos livros pode não ser fácil num mundo repleto de estímulos (tais como televisão, computador, tablet e videojogos) ao alcance dos mais novos.

Todavia, descobrir maneiras de motivar as crianças a identificarem-se com a leitura é mais simples do que a maioria dos pais possa pensar. O recurso a estratégias criativas e coerentes pode ser a solução para estimular os hábitos de leitura.

De acordo com estudos científicos, os hábitos de leitura contribuem para o desenvolvimento cognitivo e social das crianças, na medida em que ampliam as suas capacidades de:

  • Interpretar factos;
  • Comunicar ideias;
  • Expressar opiniões;
  • Resolver problemas;
  • Imaginar.

Os livros potenciam a aquisição de conhecimento, fluência verbal e criatividade. Como tal, os hábitos de leitura favorecem a formação pessoal e intelectual das crianças. Por esse motivo, torna-se importante que os pais incentivem os filhos a ler desde tenra idade.

 

7 Estratégias para incutir hábitos de leitura nas crianças:

  1. Iniciar o contacto com os livros no primeiro ano de vida

Quanto mais cedo as crianças interagirem com os livros, mais facilmente reconhecerão a sua presença quando se tornarem autoconscientes. Assim, é importante que, nos primeiros anos de vida, os pais lhes leiam livros e estimulem a interação com os mesmos, como se de brinquedos especiais se tratassem. Ao adotarem desde cedo hábitos de leitura, os miúdos encararão as histórias como algo a que devem recorrer no seu tempo livre.

  1. Adequar os livros à faixa etária das crianças

Os livros que os pais dão aos filhos devem ser adequados à sua etapa de desenvolvimento, de modo a que estes não sintam que os hábitos de leitura lhes estão a ser impostos.

Numa etapa mais precoce, os pais devem investir na leitura de histórias coloridas, dinâmicas, repletas de imagens e com pouco texto. O importante é que as crianças possam interagir com o enredo.

À medida que os miúdos forem crescendo, os livros devem passar a ter mais texto e menos imagens, permitindo-lhes desenvolver a capacidade de concentração e imaginar o que é descrito em palavras.

  1. Criar uma rotina de leitura em família

Os pais devem estabelecer com os filhos determinados momentos da semana para a leitura de um livro. Nessa altura, todos em casa deverão realizar a mesma atividade: ler.

Quando os pais demonstram disposição e interesse pela leitura, geram um sentimento de coerência entre o que dizem e o que praticam. Assim, levam a que as crianças aceitem a norma estabelecida e reconheçam a hora da leitura como um momento agradável em família.

  1. Promover a liberdade de escolha sobre as leituras

Permitir que as crianças escolham desde cedo os livros que gostariam que lhes fossem lidos – ou de ler, quando já forem capazes de o fazer – ajuda a ampliar o seu interesse pela leitura.

No caso das crianças que apresentam maior resistência à leitura, sugere-se que sejam incentivadas a ler revistas, jornais ou bandas desenhadas de que gostem. Daí a pegarem num livro é um passo! Quando menos esperarem, já adquiriram o prazer de ler. Os hábitos de leitura estarão, portanto, criados.

  1. Possibilitar a troca de livros com os amigos

A influência dos pares é importante na criação de hábitos de leitura. Por essa razão, os pais devem possibilitar a troca de livros entre os filhos e os seus amigos. Esta partilha potenciará o debate de ideias entre as crianças acerca das histórias que leem.

  1. Não forçar a leitura de um livro

Mesmo que tenham sido as crianças a escolher o livro, a determinada altura, podem perder o interesse pelo mesmo. Quando tal acontece, os pais não devem insistir nem forçar a sua leitura até ao final. A atitude mais correta será conversar com os filhos, permitindo que exponham os motivos do seu desinteresse. A partir daqui, os pais conseguirão encontrar outros livros que sejam mais adequados aos interesses das crianças. Por conseguinte, os hábitos de leitura continuarão a ser percecionados como divertidos.

  1. Fazer da tecnologia uma aliada

Recorrer ao tablet para potenciar a leitura de livros pode ser uma solução viável quando as crianças não demonstram gosto pelas histórias em papel. Além disso, ler online pode trazer outras vantagens. As crianças podem aceder a links dentro do texto, realizar anotações em vez de rabiscar as páginas e ajustar o tamanho da letra para facilitar a leitura do texto.

 



Deixe uma resposta