Alimentação saudável: 8 Hábitos a incutir nas crianças!

Alimentação Saudável

Uma alimentação saudável é essencial para o crescimento das crianças, tendo impacto direto no seu desenvolvimento físico e intelectual. Contudo, nem sempre é fácil estimular hábitos saudáveis nas crianças, dada a sua propensão para o consumo de doces e fritos, fomentada pela indústria alimentar, através da publicidade e do marketing.

Cada vez mais, a saúde e o bem-estar das crianças estão no centro das atenções dos pais e das instituições de ensino, que procuram instituir dietas adequadas às suas necessidades.

Uma alimentação saudável tem de ser o mais completa, equilibrada e variada possível. Porém, não podemos descurar o paladar das crianças, adaptando o plano alimentar em função dos seus gostos e preferências. Assim, será difícil conseguir que a adoção de uma alimentação saudável seja encarada de forma natural pelos mais novos.

As crianças em idade escolar dependem de uma dieta equilibrada e de hábitos saudáveis para crescerem e se desenvolverem normalmente. Além disso, através de uma alimentação cuidada, os miúdos mantêm-se saudáveis e com maiores níveis de resistência.

Uma das principais doenças que deriva da má alimentação é a obesidade, cuja incidência nas crianças portuguesas começa a ter grande expressão. Existem ainda outros problemas de saúde que poderão surgir e que estão diretamente associados à obesidade.

É, portanto, imperativo educar as crianças para a prática de uma alimentação saudável que englobe uma dieta equilibrada, com alimentos de qualidade e em bom estado de conservação.

 

8 Hábitos saudáveis que devemos incutir nas crianças:

  1. Tomar sempre o pequeno-almoço.

Garanta que os seus filhos compreendem a importância da primeira refeição do dia. Tomar sempre um pequeno-almoço equilibrado e saudável é essencial para o seu bem-estar.

  1. Fazer várias refeições por dia.

São recomendadas pelos especialistas entre 5 e 6 refeições por dia. Estas não devem ser feitas com intervalos superiores a 3h30, pois o ideal é comer muitas vezes e em pouca quantidade.

  1. Comer fruta.

A fruta é uma fonte natural de açúcar e de energia. Recomenda-se que as crianças comam pelo menos 3 peças de fruta por dia.

  1. Comer sempre sopa às refeições.

As refeições principais (almoço e jantar) devem iniciar-se sempre com um prato de sopa de legumes/hortaliças.

  1. Comer calmamente.

Além de ensinar as crianças sobre o que comer, devemos ensinar-lhes como comer. É importante mastigar a comida devagar, com calma, de forma a saborear melhor a refeição e a permitir a correta ingestão dos alimentos. Desta forma, as crianças têm uma melhor perceção de quando estão saciadas.

  1. Evitar o açúcar e o sal.

O açúcar está identificado em muitos estudos como sendo o maior “veneno” em termos alimentares que podemos consumir. As crianças devem evitar ao máximo o consumo de produtos açucarados e com muita gordura (rebuçados e gomas, chocolates, bolos, refrigerantes, batatas fritas, etc.).

Também o sal deve ser utilizado na menor quantidade possível. Para temperar, opte por usar mais ervas aromáticas e especiarias e menos sal.

  1. Beber água.

A água é fonte de vitalidade e é indispensável a todos. Habitue os seus filhos a beber cerca de 1,5 litros de água por dia. Esta deve ser a bebida principal. Restrinja ao máximo o acesso a refrigerantes.

  1. Praticar exercício físico.

Os efeitos da alimentação saudável podem e devem ser reforçados com a prática diária de atividade física, sendo que o recomendado são 60 minutos por dia.

A prática regular de exercício é cada vez mais importante, dado que as crianças estão muito focadas em atividades sedentárias e precisam de atividade física para combater a obesidade e promover o seu normal desenvolvimento.

 

Como incutir hábitos de alimentação saudável nas crianças?

A infância é um momento crucial na implementação dos hábitos alimentares, pois os conhecimentos e as práticas adquiridas nesta fase da vida tendem a manter-se na idade adulta. É precisamente por isso que não se deve impor um regime alimentar, mas sim promover um processo de aprendizagem respeitante à alimentação saudável.

Comece por desenhar um plano alimentar que satisfaça as necessidades diárias das crianças. É importante que respeite, na variedade e na quantidade, as recomendações da Roda dos Alimentos.

Com base nos conhecimentos adquiridos acerca dos alimentos e da nutrição, as crianças passarão a ter a capacidade de elas próprias fazerem escolhas relativas à sua dieta alimentar, tendo em consideração os alimentos com maior benefício e valor nutricional.

Não podemos, no entanto, esquecer que uma das regras de ouro para incutir hábitos de alimentação saudável nas crianças é dar o exemplo, já que as crianças têm como maior referência os pais (a sua postura, os seus hábitos, etc.).

Explique aos seus filhos porque é tão importante ter uma alimentação saudável e peça a opinião deles quanto aos pratos que pode confecionar com os alimentos que pretende incluir na dieta, para que sintam que fazem parte deste projeto.

Em casa, aproveite para deixar que as crianças acompanhem a preparação das refeições. É uma excelente forma de agilizar o processo de aprendizagem e incutir hábitos saudáveis.

 



Deixe uma resposta