Tempo com os Filhos: 5 Dicas Para Aproveitar Mais e Melhor!

tempo com os filhos

Tempo com os filhos, de qualidade e valor, com proveito familiar, é uma preocupação cada vez maior para os pais. A competição profissional aliada às tarefas domésticas, o dia-a-dia de stress e em contratempo, compromete o tempo entre pais e filhos. Muitos pais acabam por estar com os filhos, sem estarem realmente com eles, porque não têm tempo diariamente para conversar ou brincar, com calma. Por outro lado, o sentimento de culpabilização dos pais que têm consciência da sua ausência, leva a uma postura permissiva e compensatória.

Contudo, há que perceber que nenhum gadjet substitui a atenção e dedicação que uma criança necessita dos pais. Assim como dizer que sim a tudo o que um filho pede não resulta em desenvolvimento e crescimento.

Por um lado, vivemos numa sociedade em que os pais investem muito na educação dos filhos e tentam satisfazer todas as suas necessidades, mas, por outro, vivemos também numa época de consumismo exacerbado e de isolamento social.

As necessidades das crianças não se firmam apenas no material. Brinquedos e roupa são uma ínfima parte daquilo que os seus filhos necessitam para serem felizes. O sentido de família passa pelos momentos de convívio e partilha entre pais e filhos. Mas é preciso tempo para fazer dele tempo de qualidade. Às vezes parece que nos dias de hoje estamos a falar de um luxo. Será?

Fruto de um ritmo de vida cada vez mais acelerado, muitos pais também se debatem entre a necessidade de tempo para si próprios e de estar com os filhos. A quem dar atenção? A si ou aos seus filhos? Se não tiver tempo para si certamente que os momentos que passa com os seus filhos não serão os mais proveitosos. O cansaço, o stress e a falta de paciência deixam os pais em “modo automático” o que acaba por se refletir negativamente na interação com os filhos. Como conseguir então gerir o tempo para criar espaço para si e para a família? Deixamos algumas sugestões.

 

5 Dicas para tempo de qualidade com os seus filhos:

 

1. Planifique a semana

A organização do tempo vai permitir aproveitar melhor todos os momentos do dia. Definir de antemão a ementa da semana e assegurar a compra do que for necessário é, por exemplo, uma forma de ter mais tempo durante a semana.

Aproveite o Domingo à noite, depois da hora de deitar e reveja o plano da semana seguinte.

Ter todos os compromissos definidos e agendados permite o reconhecimento do tempo que tem para se dedicar a si e à sua família.

 

2. Defina rotinas familiares

Naturalmente que quando chega a casa não pode dedicar-se apenas e só aos seus filhos. É preciso tratar da lida doméstica, possivelmente ainda traz trabalho de última hora e também precisa de descansar.

Terá tempo para tudo, se se organizar. Se possível, distribua tarefas pelos membros da família.

Deixe que os seus filhos ajudem a cozinhar ou a estender a roupa. Defina com o seu companheiro que enquanto um prepara o jantar, o outro trata do banho das crianças. Se ainda tiver de trabalhar faça-o apenas depois de deitar os seus filhos.

 

3. Aproveite a hora da refeição

Um dos momentos que pode proporcionar tempo de qualidade com os seus filhos é a hora de refeição.

Durante a semana, a hora de jantar é o momento em que todos se juntam à mesa, todos os dias. Aproveite!

Contudo, para que seja tempo de qualidade há regras que deve seguir:

  • Desligue a televisão;
  • Não permita gadgets à mesa;
  • Não foque temas negativos, sobretudo se relacionados com assuntos já discutidos (ralhetes, castigos, etc);
  • Converse com os seus filhos sobre como correu o dia, novidades da escola ou sobre as atividades extracurriculares;
  • Não se levantem da mesa logo que terminem de comer. Deixem-se ficar a conversar!

 

4. Faça das deslocações para a escola um show

Outro momento que pode aproveitar diariamente são as deslocações de casa para a escola e vice-versa. Se costuma levar e ir buscar os seus filhos, não desperdice esta oportunidade. Não ligue o rádio em estações noticiosas. Embora normalmente se trate de um trajeto curto, ponha uma música de que gostem a tocar e cantem!

Peça que lhe contem uma anedota ou digam uma adivinha. Envolva-se com a imaginação deles e interesse-se pela sua visão do mundo.

 

5. Desenvolva um projeto ou atividade familiar

Para além de querer conhecer bem os seus filhos, estar atento a qualquer necessidade que tenham e acompanhá-los, deve criar espaços de interesse comum.

Ter um interesse ou objetivo comum é uma forma de manter a união e coesão familiar.

Pode ser uma horta na varanda, uma ação de voluntariado ou uma hora de brincadeira ao ar livre. As possibilidades são imensas e deve ser algo que reflita a personalidade e interesses da família.

 



Deixe uma resposta