Educação no 1º ciclo: 14 dicas para esta fase de crescimento!

Educação

Educação dos filhos é uma preocupação permanente dos pais. Cada fase de crescimento gera dúvidas e incertezas e cria novos desafios. O 1º ciclo é uma grande alteração, representa o início da aprendizagem mais formal, o incutir de responsabilidades, ritmos e rotinas de forma mais disciplinada na criança. O infantário e o ensino pré-escolar, ficou para trás. É o momento de entrar no ensino primário e esta transição é sentida pelos pais e filhos. Há receios, ansiedades, pressões e dúvidas.

 

O que é para levar a sério na nesta fase? O que se deve ter em conta na educação da criança, nesta mudança? Deixamos aqui 14 dicas para esta fase de crescimento. Independentemente dos conselhos que aqui lhe damos, o mais importante é seguir o seu instinto e pensar sempre no bem-estar e felicidade do seu filho.

 

14 dicas para um crescimento sereno, feliz e estimulante

 

1. As crianças passam a ser alunos. Há trabalhos de casa, há testes, há notas. Um bom desempenho escolar é muito importante. É importante reforçar este novo mundo: há regras e rotinas na escola, que são para cumprir.

2. No entanto, não esquecer: a felicidade da criança é mais importante do que um objetivo curricular. Eduque o seu filho a ser feliz.

3. Colocar o filho na escola, é fundamental! Não o retenha em casa. Um estudo recente da Universidade da Califórnia, nos EUA, demonstra que as crianças que entram cedo na escola tornam-se mais concentradas, com competências mais avançadas.

Por outro lado, de acordo com os especialistas Adam Winsler e Martha P. Carlton, as crianças que vão mais tarde para um ambiente escolar ficam diminuídas em conhecimentos e mais negativas nas suas atitudes.

4. Estar atento(a) ao contexto onde está a criança. Muitas vezes, na mesma turma, há diferenças de idades de praticamente um ano, o que nesta fase, representa uma grande disparidade.

5. Estimular é essencial na educação. Ler, escrever, falar, desenhar, realizar diferentes atividades, é muito importante para o raciocínio e para a criatividade.

6. Educar é dar espaço e tempo. A criança também consegue crescer por ela e precisa dos seus momentos. Transmita serenidade, calma e relaxamento. Juntos, aprendam a desfrutar do crescimento.

7. Deixar brincar. Onde está escrito que entrar na escola é sinónimo de “acabaram-se as brincadeiras”? É essencial que uma criança brinque todos os dias.

8. A partir dos 7 ou 8 anos, os pais devem estar prontos para começar a ouvir as primeiras perguntas cujas respostas são mais complexas. Contudo devem também esperar os primeiros receios. Uma noção crescente da realidade que a rodeia pode trazer medo à criança, em alguns momentos.

9. Não cair em modos de educação demasiado bucólicos ou serenos e não seguir métodos laboratoriais, como defende Eduardo Sá. Por vezes é mesmo necessário falar mais alto ou mesmo gritar e resmungar. Os pais devem ser naturais ao educar.

10. Ser positivo. A parentalidade positiva deve ser um objetivo diário. Educar também é impor castigos, mas que esses sejam lúcidos e coerentes.

11. Ser um bom exemplo para a criança. Milhões de pessoas são aquilo que aprenderam dos seus pais. Esta altura é essencial nessa aprendizagem.

12. Alimentação saudável na escola e em casa. Não se desleixe do papel de inspetor alimentar. Confirme se o seu filho come bem e de forma regular e variada. Eduque-o também na alimentação, desde cedo.

13. Zelar pela segurança. A curiosidade e a falta de noção do perigo podem criar problemas graves. Esteja muito atento, dentro e fora de casa.

14. Educar implica ter tempo para a criança!

 

No fundo, o que deve privilegiar na educação, nesta fase fundamental do seu filho?

– Esteja atento à escola, crie rotinas mas sem “ditaduras”.

– Priorize estímulos vários, com atividades diversas, para o desenvolvimento social e cognitivo da criança.

– Explique tudo, responda com sinceridade, esclareça dúvidas, elimine o medo.

– Segurança e boa alimentação são prioridades.

– Dê um bom exemplo, seja uma boa referência para a aprendizagem.

– Tenha tempo, cuide com paciência, dê espaço à criança.

– Há sempre tempo para brincar. É fundamental para a criatividade e imaginação da criança.

 

Considera este artigo interessante? Leia mais sobre assuntos relacionados com educação, no nosso blog. Subscreva para receber os nossos textos.

 



Deixe uma resposta