fbpx

Brincar ao ar livre: porque é tão importante para as crianças?

Brincar

Brincar ao ar livre pode ser extremamente benéfico para o desenvolvimento das crianças, não só pelas inúmeras brincadeiras que se podem realizar com todo espaço exterior disponível, mas também porque pode ajudar a criança a desenvolver o seu sistema imunitário, potenciando a saúde.

Não deve ter medo. Como pais, temos sempre preocupação pelo bem-estar dos nossos filhos e, na sociedade atual, por vezes, há o receio de deixar as crianças irem brincar no exterior. Isso é compreensível. No entanto, se sentir que é mais seguro, verifique se é possível ter a supervisão de um adulto enquanto as crianças brincam lá fora.

 

4 Vantagens de brincar ao ar livre

Existem vários motivos para deixar o seu filho brincar ao ar livre. Alguns até estão suportados por estudos que demonstram as vantagens das brincadeiras em ambiente exterior para o desenvolvimento da criança.

De seguida, destacaremos algumas boas razões para deixar, ou até incentivar, o seu filho a brincar ao ar livre.

 

1. Criação de memórias

Quem não se lembra com saudade das suas brincadeiras de infância? As melhores lembranças são de brincadeiras com os amigos fora de casa, ao ar livre ou no pátio da escola. É esse tipo de recordações que devem ser criadas. Queremos futuros adultos que recordem com júbilo o passado e mantenham esse espírito alegre no seu presente.

Aproveite também para criar lembranças suas com os seus filhos, brinque com eles no exterior.

 

2. Prevenção da obesidade

As brincadeiras no exterior, por serem em espaços maiores e amplos, permitem que a criança acabe por ter a possibilidade de efetuar uma maior percentagem de atividade física. Este fator, em conjunto com uma alimentação saudável, acaba por ajudar a prevenir a obesidade infantil e potenciar o desenvolvimento físico da criança.

Um estudo da Universidade de Regina, no Canadá, demonstrou que as crianças que passam mais tempo em brincadeiras ao ar livre têm mais capacidade para suportar uma atividade física do que as que brincam dentro de casa. O estudo indica também que se incentivarmos as crianças a uma maior atividade física desde tenra idade, teremos adultos fisicamente mais ativos e saudáveis.

 

3. Autonomia e desenvolvimento da personalidade

Brincar ao ar livre e com outros meninos e meninas pode potenciar a autonomia da criança. Ao deixarmos os nossos filhos interagirem com outros, eles terão que lidar com as diferentes situações que essas brincadeiras originam. Se, enquanto adultos, nos afastarmos e deixarmos a criança criar novos laços, utilizar a imaginação, lidar com opiniões diferentes e gerir as suas relações sociais, estamos a ajudá-la a criar autonomia e a desenvolver a sua personalidade.

 

4. Desenvolvimento do sistema imunitário

Estudos demonstram que “a nossa exposição aos micróbios é mais importante quando somos crianças“. As brincadeiras ao ar livre propiciam o contacto com vários micro-organismos e bactérias. Deste modo, o nosso organismo irá ter a possibilidade de criar diferentes anticorpos, favorecendo o desenvolvimento do sistema imunitário e a sua resistência a doenças.

Por outro lado, as brincadeiras no exterior permitem uma maior exposição ao sol, contribuindo para o aumento da produção de vitamina D, que é muito importante para o crescimento da criança. Especialistas indicam que 15 a 20 minutos diários de exposição solar é suficiente. O seu filho poderá ficar mais tempo no exterior, desde que use proteção solar adequada.

 

Sugestões de brincadeiras ao ar livre

Nem sempre é fácil ter ideias e criatividade para entreter as crianças a brincar ao ar livre. Se o seu filho é fã de jogos de computador ou de vídeo, pode ser mais difícil motivá-lo a sair de casa.

Deixamos aqui algumas sugestões de brincadeiras que podem ser realizadas com outras crianças ou até num momento de convívio em família:

  1. Andar de bicicleta
  2. Saltar à corda
  3. Corrida de sacos
  4. Jogo da “cabra cega
  5. Futebol, basquetebol, voleibol, ténis ou outro desporto que a criança prefira
  6. Jogo da “apanhada
  7. Jogo das cadeiras. Utilize marcações no chão para substituir as cadeiras.
  8. Caça ao tesouro
  9. Apanhar bolhas de sabão
  10. Corrida da colher: coloca um ovo ou uma pequena bola na colher e o objetivo é não deixar cair
  11. Pirâmide de copos: o objetivo é, com uma bola e a certa distância, atingir o maior número de copos.

 

Agora que sabe o quão importante é as crianças brincarem ao ar livre, inclua atividades no exterior nas rotinas dos seus filhos. Apesar de já existir essa prática, porque a escola, infantário ou externato onde estudam dispõem de espaços para tal, como jardins ou parques, esta preocupação também deve ser sua. Deve promover brincadeiras ao ar livre sempre que possível, durante a semana, mas sobretudo ao fim-de-semana, feriados e férias.

Não tenha receio de deixar o seu filho brincar no exterior. É importante dar às nossas crianças a liberdade necessária para que criem as bases que as transformarão em adultos responsáveis, saudáveis e felizes.

 


 

Deixe uma resposta